Oi, estamos na Semana Mundial de Aleitamento Materno, pensando nisso vamos falar um pouco sobre:

Amamentação: Pega correta é importante evita dores e empedramento do leite

    Especialista explica passo-a-passo para o aleitamento adequado e sem dores.

Dificuldades e dores para amamentar é mais comum do que se imagina. Os bebês sadios e nascidos a partir da 37ª semana de gestação, nascem com reflexo para sugar, porém será preciso mais que isso para obter sucesso na amamentação. O aleitamento só é possível através de um conjunto de medidas que, praticadas corretamente, proporcionam o fornecimento adequado de nutrientes, evitam o empedramento do leite e fortalecem o vínculo entre mãe e filho, além de tornar confortável para os dois.

Se a pega estiver errada, há dor e fissuras na mama, o bebê pode ficar estressado e cansado, pois ele terá que fazer muito esforço para conseguir extrair o leite. Além disso, a dificuldade em sugar, devido ao abocanhamento errado, favorece o empedramento.

Confira, abaixo, os três passos da amamentação conforme orientação da fonoaudióloga Tereza François, do Hospital Oeste D’Or.

  1. Postura: A barriga do bebê deve estar em contato e virada para a barriga da mãe, e o seu rosto de frente ao seio. O braço da criança vai para debaixo do da mãe e o outro fica em cima da mama. A mão materna que apoia a cabeça também segura o bumbum do bebê e o outro braço fica livre.
  2. Pega no seio: A criança deve ir em direção ao seio e não o contrário. Quando abrir a boca, ela precisa abocanhar toda a auréola, não apenas o bico, fazendo um formato de boca de peixe: lábios superior e inferior virados para fora. O queixo raspa a mama e o nariz fica livre. Se o bebê não consegue abocanhar corretamente sozinho, a mãe pode ajudá-lo fazendo uma “pinça”. Para isso, deve segurar a auréola com as mãos em formato de C (polegar em cima e os quatro dedos na parte de baixo da mama). A pega em formato de V, feita com o dedo indicador e médio é incorreta.
  3. Tirar o bebê do seio: Geralmente, o bebê larga por si só quando está satisfeito. Mas, se for necessário retirar, basta inserir o dedo mindinho entre o mamilo e a língua dele. Isso cria um vácuo, que evita dor e ferimentos causados por puxões ou mordidas.

Alguns cuidados com os seios também são importantes para facilitar o processo da amamentação:

  • Uma dica para facilitar o processo do aleitamento materno é fazer uma ordenha previamente. Isto esvazia um pouco a mama cheia e permite que o mamilo não esteja muito duro, favorecendo a pega correta;
  • A ordenha manual é mais adequada que o uso da bomba elétrica, pois permite que a mãe tenha mais sensibilidade ao massagear o seio. Assim, é possível controlar a pressão para retirar o leite. A massagem deve ser feita de cima para baixo para levar o leite até o mamilo e em volta da auréola, apertando com o polegar e o indicador para fazer a extração;
  • Se o peito ferir durante a amamentação, é ideal passar o próprio leite nas feridas e esperar secar naturalmente. O sol também pode ser um bom aliado para fortalecer a pele;
  • Existem conchas e ventosas que ajudam a formar o bico, caso a mãe não tenha. Seringas também podem auxiliar na formação. Basta cortar a ponta de seringa, tirar o embolo (puxador), colocá-lo na parte cortada e, na outra ponta, encaixar o bico e puxar.

 

 

CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn